sexta-feira, 25 de março de 2011

A música de Stekel na trilha sonora da web-série baiana “Apenas Heróis”



A série

“Apenas Heróis” é a primeira produção LGBT do Brasil. Produzida sem recursos e patrocínio, seu blog oficial http://apenasherois.blogspot.com já ultrapassou a marca de seis milhões de acessos. Os episódios da produção são exibidos quinzenalmente, desde setembro de 2010, e disponibilizados gratuitamente na Internet. A série conta com 23 atores baianos e é o resultado de um projeto idealizado pelo diretor geral e roteirista Daniel Sena, que hoje também conta com o apoio do diretor e produtor Jullio Vaz.

“Apenas Heróis” é independente e conta com o apoio da Faculdade da Cidade do Salvador, que disponibiliza os equipamentos de filmagem e a ilha de edição. A web-série tem previsão de 14 episódios na primeira temporada, sendo que o início da segunda temporada já está previsto para o mês de abil de 2011.

A trama aborda temas voltados ao público LGBT. Entre os conflitos dos personagens, temos o de Eduardo (Luiz Antonio Jr), portador do vírus HIV e que vive com um homem mais velho, e o de Caio (Gleison Richelle), que sofre homofobia da propria família. O casal Eric (Felipe Velozo) e Henrique (Italo Decanio) mantém uma relação estavél, mas que enfrenta problemas comuns a qualquer união. Há espaço também para o humor, caso da espevitada Lúcia (Cristiane Lacerda), uma lésbica convicta e ciumenta extrema, e de Kid Purpurina (Rodrigo Marcio), uma travesti que sonha em fazer uma operação para ser mulher. Outros personagens permeiam a trama, mostrando situações comuns do gênero. A história se passa em Salvador e teve gravações realizadas em Mangue Seco, na divisa da Bahia com Sergipe.

A equipe


Daniel Sena é formado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade da Cidade do Salvador. Nascido em Alagoinhas (BA), mudou-se para Salvador para concluir o curso, pelo qual sempre foi apaixonado. A história de “Apenas Heróis” é baseada num livro que escreveu em 2007, chamado “A lenda das Conchas”. Sua primeira experiência como roteirista e diretor foi no docuficção “O Sexo, a Rua e o Drama”, que contava histórias inusitadas ocorridas com garotos, garotas e travestis de programa, feito em parceria com o amigo Diego Suzart. “Apenas Heróis” é parte do projeto “Baianada Cultural” que exibirá web-séries e curtas gratuitamente na Internet. É a realização de um sonho, cada dia mais real!


Jullio Vaz, 24 anos, nascido em Curitiba (PR), mora em Salvador há dois anos e tem enorme carinho e paixão pelo Grupo Teatral Ágora, onde durante 8 anos desenvolveu vários espetáculos, grupo esse responsavél por grande parte da bagagem no mundo das artes. Fã da série, foi convidado pelo diretor Daniel Sena para auxiliar no projeto, tornando-se figura importante na produção. Jullio é responsavél pela preparação de elenco e direção de algumas cenas, facilitando o trabalho dos atores. O profissional também atua na produção. Entre seus últimos trabalhos estão as peças “A transa é” e “Tem alguém aí?”, ambas escritas por Arnaldo Silveira, onde ele atuou, produziu e dirigiu. Em Curitiba teve aulas de interpretação e direção com Chico Penafiel, Maurício Vogue e Gilvan Antunes.

Trilha Sonora

A trilha sonora da série “Apenas Heróis” reune músicas gentilmente cedidas por artistas independentes e baianos, além de algumas canções liberadas por outros músicos do país. A partir do episódio 09, “Apenas Heróis” ganhou uma trilha sonora incidental exclusiva para a web-série, composta pelo artista gaúcho Stekel, que faz um trabalho muito elogiado de música alternativa. As duas músicas instrumentais compostas por Stekel (http://stekelmusic.blogspot.com) para a série expressam diversão e emoção nas cenas entre Henrique (Italo Decanio) e Rodrigo (Caio Valente) e do produtor de moda com Eric (Felipe Velozo). As canções ainda não foram batizadas, mas estão abertas a sugestões. Em breve, outras músicas compostas por Stekel farão parte da trilha exclusiva da trama.



Leia também:

Série ganha trilha sonora instrumental exclusiva

http://apenasherois.blogspot.com/2011/03/serie-ganha-trilha-sonora-instrumental.html

Músicas instrumentais exclusivas estreiam no nono episódio

http://apenasherois.blogspot.com/2011/03/musicas-instrumentais-exclusivas.html

Assista os episódios da série: http://apenasherois.blogspot.com/p/episodios-sem-cortes.html

Para entrar em contato com a Produção de “Apenas Heróis”, mande um e-mail e solicite contatos.

Twitter: @apenasherois

E-mails: baianadacultural@gmail.com e apenasherois@gmail.com

MSN: apenasherois@hotmail.com e serieapenasherois@hotmail.com



Equipe Técnica:

Diretor Geral/Roteirista - Daniel Sena

Diretor e Produtor - Jullio Vaz

Direção de Imagens e Edição - Magno Assunção

Imagens - Andreia Santana, Flavio Nascimento, Ginaldo Ramos e Magno Assunção

Nenhum comentário:

Postar um comentário